“O olhar pedagógico de Jesus para a Criança”

“Deus se identifica com o homem, mas com o homem frágil”. Essa foi a frase utilizada por Davi Maçaneiro, professor do Seminário Arquidiocesano Santo Antônio, em uma palestra realizada no Instituto Padre João Emílio, na última sexta-feira (15), para explicar que o homem deve ser como uma criança.

A fidelidade dos mais jovens é uma das qualidades que o professor deixou como destaque, pois a criança é sempre fiel a quem lhe ajuda: pai, mãe, responsáveis em geral. A analogia feita demonstra que também precisamos de alguém que cuide de nós, e esse alguém é Deus. Para isso, precisamos mostrar que somos capazes de saber quando não estamos corretos nas atitudes, escolhas, palavras expressadas, e não é somente saber esses passos que damos para trás, mas é cuidar com carinho dessas atitudes: elas fazem com que permaneçamos no caminho de Deus ou não.

Não é fácil seguir o caminho d’Ele, que exige o máximo de nós. “Ele não deixa passar nem sequer um único copo de água”. E isso quer dizer que cada um, fazendo sua função, está seguindo um caminho para Deus, como Jesus um dia seguiu. Quando cuidamos do outro, devemos fazer isso no tempo daquela pessoa, com a consciência de tirarmos dela as fragilidades, mas que não podemos salvá-las.

“O adulto, para viver em grupo, aprende a se esconder, a não ser sincero, controla o seu espaço indo de encontro a tudo que Deus deixou como ensinamento: dar nossa vida uns para os outros. Os estímulos de desejo, a liberdade de consciência, os eventos devem ser ansiados, mas sempre com o estimulo de voltar para Deus”, afirmou o palestrante.

Davi terminou a palestra com a frase: “Como irmãos e cristãos, devemos fazer ao outro bem; provocamos, para ensinar a ter misericórdia, servimos na medida necessária”.